SC Régua - GD Mangualde
23 Abr 2016 - 17:00Estádio Municipal Artur Vasques Osório

Ficha de Jogo

Estádio Municipal Artur Vasques Osório

SC Régua 4 – Mesão Frio 0

Árbitro: Alexandre Cardoso

 

SC Régua: Francisco, João Pinto (Diogo Jerónimo), André Silva (Daniel Valente), Patrick, Simão (Rafa), Luisinho, Nuno Ferraz, António, João Nuno, Zé Pedro e Márcio

Golos: Zé Pedro 10’, João Nuno 20’ e 35’ e Márcio 67’

Cartões amarelos: André Silva, Nuno Ferraz e Luisinho

Treinador: João Valente

 

Vitória tranquila do SC Régua

 

Jogo disputado no Estádio Artur Vasques Osório, numa tarde fria de inverno e com duas equipas que vinham de vitórias moralizadoras. O SC Régua tinha vencido e goleado o Fontelas fora de casa por 7-1 e o Mesão Frio tinha vencido em casa o Vidago por 2-1.

No entanto o jogo foi quase sempre de sentido único, com o SC Régua a dominar por completo todas as operações. Numa primeira parte endiabrada da equipa da casa, logo aos 5 minutos poderiam ter aberto o ativo com João Nuno a estar perto do golo. Valeu um corte providencial de um defesa visitante. Aos 8 minutos, foi Zé Pedro quase a finalizar mas desta vez valeu a boa intervenção do guardião Zé Daniel.

O caudal ofensivo reguense era enorme e aos 10 minutos o marcador é inaugurado. Jogada de insistência na direita com um cruzamento de Márcio e Zé Pedro junto ao poste mais distante da baliza remata para o golo.

A equipa da casa não permitia que o Mesão Frio passasse do seu meio campo e a pressão atacante viria a dar novo resultado aos 20 minutos. António numa jogada individual, tentar romper pela defesa visitante mas é travado em falta dentro da grande área. Grande penalidade assinalada pelo árbitro da partida e convertida por João Nuno.

O jogo estava controlado por parte do SC Régua e mais golos se adivinhavam, tal o futebol praticado pelos jogadores da casa. Aos 35 minutos, bom cruzamento de Márcio e João Nuno á ponta de lança remata de primeira e fuzila o guardião adversário.

Ao intervalo o 3-0 justificava-se plenamente para a equipa que melhor futebol praticava.

A segunda parte foi diferente. O SC Régua, já com o resultado seguro, controlou mais a partida e teve muita posse e troca de bola, controlando sempre o jogo.

Aos 48 minutos, Luisinho esteve perto de marcar com o calcanhar mas a bola foi com pouca força para a baliza e um defesa contrário conseguiu um corte providencial. Aos 60 minutos, excelente remate de João Nuno que levava selo de golo mas Zé Daniel faz a defesa da tarde, evitando assim o quarto golo.

No entanto, ao minuto 67, o SC Régua chega mesmo ao 4-0. Livre marcado de forma rápida por Diogo Jerónimo que serve Márcio e este ao cruzar a bola vai embater no poste esquerdo da baliza e entrar na mesma.

As situações de golo sucediam-se mas o 5-0 não chegou. Por seu lado a formação do Mesão Frio apenas rematava á baliza de Francisco fora da área mas sem criar perigo para a mesma.

Aos 85 minutos, dá-se o momento caricato no jogo, quando um jogador do Mesão Frio dá mão na bola dentro da área e o árbitro da partida assinala falta contra o SC Régua. Ninguém percebeu o que passou pela cabeça de Alexandre Cardoso, nem mesmo os jogadores de ambas as equipas perceberam porque todos pensavam que ia marcar grande penalidade.

Já em tempo de descontos, um jogador do Mesão Frio vê a segunda cartolina amarela e é expulso.

O árbitro Alexandre Cardoso teve uma atuação razoável mas manchou a pintura no lance da falta que marcou ao contrário.

 

Pelo Régua… Tudo!!!

Fcardoso1

Fotos: Eduardo Ribeiro (SCR)

Scregua_Mesaofrio_201516_6 Scregua_Mesaofrio_201516_5 Scregua_Mesaofrio_201516_4 Scregua_Mesaofrio_201516_3 Scregua_Mesaofrio_201516_2 Scregua_Mesaofrio_201516_1