SC Régua 2 - 1 GD Cerva
15 Nov 2015 - 15:00Estádio Municipal Artur Vasques Osório - Peso da Régua

Ficha de jogo

 

Árbitro: Gonçalo Martins

SC Régua: Cláudio, Leandro, Daniel Valente (Diogo Jerónimo), Patrick, Simão, André Silva, Luisinho (Machado), Márcio, João Nuno, António (Hugo Ferraz) e Zé Pedro.

Cartões amarelos: Luisinho e Patrick.

Golos: António 32’ e João Nuno 75’

 

SC Régua com nota artística podia ter evitado sofrimento final

Jogo disputado no Estádio Artur Vasques, que opôs o SC Régua e o Cerva, terceiro e quarto classificado respetivamente.

A equipa da casa começou o jogo de forma avassaladora com um futebol rápido e a sufocar a formação visitante. Nos primeiros 30 minutos de jogo, o SC Régua desperdiçou umas 6 oportunidades claras de golo. João Nuno e Márcio principalmente foram os protagonistas das oportunidades desperdiçadas com uma palavra também para o guardião do Cerva que fez uma grande exibição e evitou uma goleada da sua equipa.

Só aos 32 minutos o SC Régua conseguiu finalmente enviar a bola para o fundo das redes adversárias com uma jogada rápida de envolvimento atacante e com António a rematar forte e rasteiro para o poste mais distante. O defesa do Cerva ainda tenta cortar a bola mas esta já tinha ultrapassado a linha de golo.

Até ao intervalo o SC Régua continuou a atacar e a dominar por completo o jogo. A equipa do Cerva não estava concentrada e não conseguia travar a nota artista do SC Régua. Na única vez que foi á baliza de Cláudio nesta primeira parte e já depois do minuto 45, remata ao poste.

Na segunda parte, o SC Régua foi atrás do golo da tranquilidade mas estava difícil bater a defensiva do Cerva que ia evitando males maiores. Aos 55 minutos, Diogo Jerónimo isolado na direita remata forte mas permite mais uma defesa do guardião visitante.

Apesar de o caudal ofensivo já não ser tão intenso, a formação da casa continuava a dominar a partida de forma clara, remetendo o Cerva ao seu meio campo. Aos 75 minutos, finalmente o golo que se pensava da tranquilidade. João Nuno desmarcado na frente e perante o guardião adversário, finta este e remata para o 2-0.

A formação do Cerva tentou reagir depois deste segundo golo e subiu as suas linhas perante um maior relaxamento do SC Régua.

Num lance fortuito e algo confuso na área reguense, o Cerva consegue o seu golo de honra, colocando a incerteza no marcador até ao fim se bem que, não mais Cláudio foi incomodado até ao apito final, com o SC Régua a controlar bem as operações e a justificar a vitória no jogo que apenas peca por escassa.

De destaque principal nesta partida a fantástica primeira parte produzida pelo SC Régua, com nota artística e que só pecou pela falha na concretização. Sem duvida dos melhores 45 minutos dos últimos anos no Artur Vasques Osório.

Gonçalo Martins teve uma boa arbitragem, no entanto poderia e devia ter mostrado mais cartões amarelos.

Pelo Régua… Tudo!!!

Fcardoso1