SC Régua 0 - 0 Abambres SC
13 Mar 2016 - 15:00Estádio Artur Vasques Osório - Peso da Régua

22ª Jornada da Divisão de Honra da AF Vila Real / 13 de Março de 2016

Estádio Artur Vasques Osório

SC Régua 0 – Abambres 0

Árbitro: Fernando Carvalho

SC Régua: Cláudio, João Pinto, Daniel Valente, Patrick, Simão, Luisinho, Nuno Ferraz (Machado) (André Silva), Zé Pedro, João Nuno, Márcio e Diogo Jerónimo.

Cartões Amarelos: Luisinho, Márcio (2), Patrick e Daniel Valente.

Cartão Vermelho: Márcio

Treinador: João Valente

 

Desperdício de golos e erros de arbitragem ditam nulo no resultado

Jogo disputado no Estádio Artur Vasques Osório no Peso da Régua, onde o SC Régua perante os seus adeptos queria voltar às vitórias mas tal não foi possível, visto que, o desperdício de golos foi imenso e os erros de arbitragem também mas passamos ao jogo em si.

A partida começou com uma toada calma e com muito controle de bola por parte de ambas as equipas. A primeira jogada de perigo acontece aos 27 minutos, quando Márcio surge isolado perante o guardião adversário e ao fintar o mesmo sofre falta clara para grande penalidade. O árbitro da partida e mal, dá a lei da vantagem já que a bola sobrou para Zé Pedro mas este não consegui concretizar. Erro grave do árbitro da partida neste lance.

Reagiu o Abambres e á passagem do minuto 36, Cláudio faz a defesa da tarde após Tiago Silveira ter cabeceado para a baliza reguense. No minuto seguinte, João Nuno está perto do golo mas de cabeça atira rente ao poste.

Aos 44 minutos, jogada rápida do ataque reguense onde surge isolado Diogo Jerónimo mas este perante o guardião adversário atira contra o mesmo.

Já em cima do minuto 45, mais um erro gravíssimo do árbitro da partida. Márcio isola-se, finta o guarda-redes do Abambres e este derruba-o para grande penalidade. O árbitro da partida não só não assinalada falta como ainda dá pontapé de canto. Ridícula esta decisão. Falta claríssima que como diz o ditado: “até um cego conseguia ver”. Mais uma vez, seria grande penalidade e expulsão do guarda-redes do Abambres.

Chegava-se assim ao intervalo com um nulo na partida.

Na segunda parte, viu-se um SC Régua a jogar ao ataque e um Abambres apenas a utilizar o contra-ataque, tentando surpreender a formação da casa e diga-se, quase que o conseguia.

Aos 57 minutos, mais uma vez Diogo Jerónimo está perto do golo mas um jogador adversário faz um corte providencial. Na sequência do pontapé de canto, Machado cruza para João Nuno atirar por cima da baliza.

Aos 60 minutos, Márcio vê o segundo cartão amarelo. Falta normal no meio campo de ataque reguense e como tinha já visto o primeiro cartão por protestos no lance da grande penalidade não assinalada, é expulso. O SC Régua não baixa os braços e Zé Pedro remata a rasar o poste ao minuto 68.

Perto do minuto 80 o Abambres chega ao golo mas o mesmo á marcado com a mão. Desta vez o árbitro da partida viu bem o lance, ao contrário do seu árbitro assistente que já corria para o meio campo. A cinco minutos do final, é o defesa Patrick que atira de cabeça perto do poste.

Em cima do minuto 90 o Abambres também vê um jogador seu expulso por duplo amarelo e aos 94 minutos, quase que acontecia a surpresa no Artur Vasques Osório quando um jogador visitante tenta um chapéu a Cláudio mas a bola vai á trave.

Terminava assim a partida com um nulo no resultado que castigava a formação reguense pelo imenso desperdício de golos que teve ao longo dos 90 minutos.

O árbitro Fernando Carvalho teve uma atuação absolutamente desastrada e com imensos erros com influência no resultado. Não viu duas grandes penalidades absolutamente gritantes. Consegui ver e bem um golo marcado com a mão mas não viu na mesma área duas faltas. Como dizia e bem um jogador do Abambres na segunda parte e em tom de brincadeira passamos a citar: “Agora vês tudo”. Tinha toda a razão o jogador do Abambres.

Pelo Régua… Tudo!!!

Fcardoso1

 

Fotos: Eduardo Ribeiro (SC Régua)

Scregua_Abambres_201516_5 Scregua_Abambres_201516_4 Scregua_Abambres_201516_3 Scregua_Abambres_201516_2 Scregua_Abambres_201516_1