26ª Jornada da Divisão de Honra da AF Vila Real / SC Régua 3 – GD Cerva 2

26ª Jornada da Divisão de Honra da AF Vila Real / 31 de Março de 2019

Estádio Municipal Artur Vasques Osório

SC Régua 3 – GD Cerva 2

Árbitro: André Santos

SC Régua: Dmitrii, Daniel Lima (Pedro Amorim), Tanaka (Zé Miguel), Diogo Mansilha, Samuel Vaz, Hugo Duque (David Bonito), Paulo Machado, Juninho, André Maurício, Álvaro Ferreira e Celso Hadami (Zé Nuno).

Suplentes não utilizados: Francisco Silvério, Zé Roberto e Paulo Andrade.

Cartões amarelos: Diogo Mansilha, Paulo machado, David Bonito, Álvaro Ferreira, Celso Hadami e Zé Nuno.

Golos: Pedro Amorim 46’, Juninho 55 e David Bonito 85’ (gp)

Treinador: Paulo Ferreira

GD Cerva: Francês, Leandro Machado (Paulinho) (Daniel Sousa), Arnaldo Sousa, Zé Henrique, Dany Gonçalves, Jonas, Leandro Mendes, Fábio Canedo (Geninho), João Bruno, João Miguel e Fábio Carvalho.

Suplentes não utilizados: André Borges, André Carvalho, Hugo Gonçalves e Ivan.

Cartões amarelos: Jonas, Fábio Canedo e João Bruno.

Cartão vermelho: Francês

Golos: Fábio Carvalho 2’ e Arnaldo Sousa 45’ (gp)

Treinador: Hugo Gonçalves

SC Régua consegue reviravolta na 2ª Parte

Jogo disputado no Estádio Artur Vasques Osório, numa primaveril e com uma boa moldura humana. Frente a frente, o SC Régua que vinha da sua primeira derrota no campeonato e o Cerva que vinha de uma vitória frente ao Atei, onde neste jogo a equipa da casa era favorita á partida.

O jogo começou praticamente com o golo do Cerva. Cruzamento largo na esquerda e Fábio Carvalho sozinho na pequena área cabeceia para o golo. Surpreendia a formação visitante, mas com o desenrolar do jogo apercebeu-se que a afinal a surpresa não assim tanta. O SC Régua falhava muitos passes, muitas bolas jogadas para a defesa e depois sem profundidade no ataque. Por seu lado, o Cerva controlava as operações a meio campo e sempre que tinha oportunidade tentava ameaçar a baliza de Dmitrii, principalmente por Fábio Carvalho.

Aos 27 minutos, o mesmo Fábio Carvalho está perto do golo quando surge isolado, mas Dmitrii faz uma excelente defesa. Era a formação visitante que dominava o jogo com a equipa reguense a não conseguir efetuar um remate sequer á baliza de Francês. Aos 39 minutos, por pouco não chegou o 0-2. Fábio Carvalho finta 2 jogadores reguenses e perante a saída de Dmitrii pica a bola sobre este, mas num esforço fantástico, André Maurício quase em cima da linha de golo consegue cortar a bola, enviando esta á barra e a mesma a vir para trás. Susto para os adeptos reguenses.

Aos 41 minutos, finalmente um remate do SC Régua á baliza. Juninho num bom remate atira ao poste. Pensava-se que poderia ser o mote para embalar a equipa da casa, mas em cima do minuto 45, Tanaka toca em falta um jogador adversário e o árbitro marca grande penalidade. Chamado á conversão Arnaldo Sousa não desperdiça. Surpresa no resultado, só mesmo para quem não estava a ver o jogo. Um SC Régua a falhar muito e a dar 45 minutos de vantagem ao adversário.

Paulo Ferreira ao intervalo, deve ter dado “um puxão de orelhas” aos seus jogadores. Chateado com a postura da equipa, o mister Reguense fez mesmo duas alterações aos 30 minutos.

Na segunda parte esperava-se ver um SC Régua mais atrevido e logo no primeiro minuto, o SC Régua reduz o marcador. Golo de Pedro Amorim após cruzamento de Celso Hadami, com o guardião Francês a não conseguir socar a bola e esta a sobrar para Pedro Amorim que assim marcava.

Ouvia-se o apoio constante dos adeptos reguenses que queriam mais dinâmica da sua equipa e através de cânticos apoiavam do SC Régua.

Aos 55 minutos, o SC Régua chega mesmo á igualdade. Juninho recebe a bola com o pé esquerdo á entrada da área, mas não remata de primeira e perde ângulo, no entanto a bola sobra-lhe para o pé direito e remata para o delírio nas bancadas.

Aos 66 minutos, reclama-se grande penalidade a favor do SC Régua, num lance de dúvida sobre Tanaka, mas que o árbitro deixa seguir.

À passagem do minuto 72, Pedro Amorim tem uma arrancada fantástica pela esquerda, onde finta vários adversários e já da marca de penalti só com guarda redes pela frente remata por cima. Esteve perto a reviravolta no marcador.

Aos 82 minutos, num contra-ataque rápido do Cerva, Geninho surge completamente isolado na esquerda e quando já se adivinha o golo visitante, eis que Dmitrii se lança e faz um fantástica defesa, evitando o golo quase evidente. Na sequência deste lança o guardião Reguense lança rapidamente a bola para a frente e Pedro Amorim surge isolado e remata á baliza o guardião Francês defende a bola com o braço fora da área. Cartão vermelho para o guarda-redes visitante e livre perigoso a favorecer o SC Régua.

Na sequência do Livre, Zé Henrique na barreira salta e corta a bola com o braço. Apesar dos protestos visitantes, onde o jogador do Cerva dizia que a bola tinha batido no peito, o árbitro não foi na conversa e assinalou grande penalidade. David Bonito chamou a si a responsabilidade da marcação e não desperdiçou a oportunidade. Era a “remontada”no marcador para delírio dos adeptos reguenses que viam finalmente a sua equipa a conseguir estar na frente num jogo muito importante do campeonato.

Até ao final o Cerva carregou, mas Dmitrii esteve sempre seguro entre os postes, conservando os 3 pontos da equipa.

Destaque na equipa reguense para Álvaro Ferreira que encheu o meio campo com uma grande exibição. A entrada de Pedro Amorim, veio mexer com a equipa e dar uma nova força á reviravolta.

Arbitragem algo irregular de André Santos com queixas de parte a parte, principalmente em lances de grande penalidade.

Pelo Régua… Tudo!!!

Fotos: Eduardo Ribeiro (SC Régua)