20ª Jornada da Divisão de Honra da AF Vila Real / SC Régua 1 – FC Santa Marta 0

20ª Jornada da Divisão de Honra da AF Vila Real / 17 de Fevereiro de 2019

Estádio Artur Vasques Osório

SC Régua 1 – FC Santa Marta 0

Árbitro: Gonçalo Martins

 

SC Régua: Miguel Gonçalves, Daniel Lima, André Maurício, Diogo Mansilha, Samuel Vaz, Paulo Machado, Álvaro Ferreira, Juninho, Tanaka (Zé Miguel), Celso Hadami (David Bonito) e Caio Domingues (Zé Nuno).

Suplentes não utilizados: Dmitrii, Bruno Ribeiro e Zé Roberto.

Cartões amarelos: André Maurício (2), Álvaro Ferreira, Daniel Lima, Paulo Machado e David Bonito.

Cartão vermelho: André Maurício

Golo: Juninho 20’ (gp)

Treinador: Paulo Ferreira

FC Santa Marta: André Aranha, Miguel Morais, João Mário (Paiva), Nuno Peixoto, Caio, Candé, Seminário, Quinzinho (Tozé), Miguel Teixeira, André Coutinho (Márcio) e João Nuno.

Suplentes não utilizados: Francisco Ferraz, Hugo Ferraz, Nando Marques e Rui Barradas.

Cartões amarelos: Candé (2), Seminário, João Mário, Caio, João Nuno e Márcio.

Treinador: João Valente

 

SC Régua vence derby duriense

Jogo disputado no Estádio Artur Vasques Osório, perante uma excelente moldura humana.  O SC Régua no 2º lugar do campeonato e apesar de algumas atribulações no seu plantel nos últimos tempos, queria vencer este derby perante os seus adeptos. O FC Santa Marta, vinha á Régua com a intenção de ganhar também os 3 pontos e com uma confiança enorme nesse objectivo. Nos primeiros 15 minutos, o FC Santa entrou a dominar mais o jogo mas as duas oportunidades melhores de golo surgiram para o SC Régua e através de Juninho com 2 remates com perigo á baliza de Aranha. Aos 10 minutos, destaque para uma desmarcação rápida de João Nuno, que é travado por André Maurício que vê o cartão amarelo. Os jogadores do Santa Marta pediram cartolina vermelha mas na jogada encontravam-se mais jogadores do SC Régua, pelo que, o mesmo não seguia isolado para a baliza.

Aos 19 minutos e na sequência de um livre, Candé agarra na área Celso Hadami e o árbitro da partida assinala e bem grande penalidade. Juninho chamado á conversão não desperdiça.

Tentou o Santa Marta reagir mas sempre sem criar perigo para a baliza de Miguel Gonçalves. O SC Régua por seu lado estava muito bem, com uma grande atitude dos seus jogadores mais rápidos sobre a bola e com um Caio Domingues endiabrado.

Aos 40 minutos e com o jogo parado, Candé tem uma atitude reprovável sobre Celso Hadami e o árbitro mostra-lhe o segundo cartão amarelo, deixando o Santa Marta com 10 jogadores.

Aos 44 minutos, canto para o Santa Marta e Peixoto de cabeça permite uma grande defesa a Miguel Gonçalves.

Em cima do minuto 45, uma perda de bola no corredor central de um jogador do Santa Marta e Celso Hadami só com o guarda-redes pela frente permite a defesa do mesmo.

Na segunda parte, o Santa Marta mesmo a jogar com 10, teve uma excelente atitude e correu atrás do prejuízo. Sem abdicar dos 3 homens da frente, os visitantes tentaram sempre chegar ao empate, no entanto, na maior parte das vezes apenas chagavam á área reguense através de bolas paradas. Em jogo corrido, a defesa reguense esteve impecável, conseguindo mesmo anular o melhor marcador do campeonato, João Nuno. Aos 75 minutos, Caio Domingues ganha a bola na raça e serve David Bonito e depois de rematar á baliza a bola bate num defesa adversário e sobra para Juninho que em jeito atira ao lado.

Aos 82 minutos, André Maurico tem uma bola dividida com um jogador do Santa Marta e o árbitro entende marcar falta contra o SC Régua e mostrar o segundo amarelo a Maurício. Até ao final o SC Régua conseguiu segurar os 3 pontos, sem que Miguel Gonçalves tinha tido uma tarde de muito trabalho.

Vitória do SC Régua que acaba por ser justa, perante a excelente atitude dos jogadores reguenses que tiveram em campo, dando uma excelente resposta a quem já os dava por vencidos. Destaque para a excelente exibição de Caio Domingues e de Diogo Mansilha.

O Santa Marta, que tem uma excelente equipa, apesar de ter jogador toda a segunda parte com menos 1 homem, teve uma grande atitude nunca desistindo de um resultado positivo, tendo por vezes, abusado um pouco da agressividade nos lances.

Gonçalo Martins teve um jogo difícil de arbitrar e cometeu alguns erros, principalmente a nível disciplinar. No lance capital da partida, a grande penalidade, nada a dizer. Esteve bem na sua decisão.

Pelo Régua… Tudo!!!

Fotos: Eduardo Ribeiro (SC Régua)