16ª Jornada de Divisão de Honra da AF Vila Real / SC Régua 2 – SC Vila Real 2

16º Jornada da Divisão de Honra da AF Vila Real / 13 de Janeiro de 2019

Estádio Municipal Artur Vasques Osório

SC Régua 2 – SC Vila Real 2

Árbitro: David Barbosa

 

SC Régua: Carlos Gonçalves, Tanaka, Cleony, Diogo Mansilha, Samuel, Pape Balla, Maurício (Clayton), Paulo Machado (David Bonito), Sané, Juninho e Celso Hadami (Carlos Pereira).

Suplentes não utilizados: Dmitrii Sergeev, Bruno Ribeiro, Zé Roberto e Júlio.

Cartões amarelos: Pape Balla, Clayton, Cleony e Samuel.

Golos: Cleony 1’ e Clayton 97’

Treinador: Paulo Ferreira

 

SC Vila Real: Altenir, Fred, Mika, Dioguinho, Zé Diogo, Paixão (Eduardo), Babo, Filipe (Rui Sampaio), Zé Pedro (André Sampaio), Solas e Tiago Mourão.

Suplentes não utilizados: Francisco Miranda, Gil Pinto, Fábio Carvalho e Padi.

Cartões amarelos: Mika, Altenir, Solas e Babo.

Golos: Solas 21’ e Fred 71’ (gp)

Treinador: Patrick Canto

 

Derby transmontano termine em empate

Jogo disputado no Estádio Artur Vasques Osório com uma fantástica moldura humana. Frente a frente os dois primeiros classificados do campeonato. Ambas as equipas ainda sem derrotas, mas o Vila Real, contava por vitórias todos os jogos disputados.

A equipa reguense a passar por algumas dificuldades como seu plantel nos últimos tempos, apresentou-se em campo sem alguns jogadores que foram titulares ao longo da época e apresentou no banco de suplentes, alguns juniores.

O jogo não poderia ter começado da melhor maneira para o SC Régua que inaugurou o marcador logo no primeiro minuto. Livre na direita apontado por Juninho e Cleony de cabeça marca o golo. Nos primeiros 15 minutos, a equipa reguense dominou e não deixou os visitantes reagirem. Aos 19 mins a equipa reguense esteve mesmo perto do segundo golo mas Celso Hadami não consegue a emenda e falha por pouco o golo.

Não marcou o SC Régua, empatou o Vila Real, na sequência de um pontapé de canto com Solas nas alturas a cabecear para o fundo das redes.

O futebol praticado era muito tático e as oportunidades de golo não eram abundantes. Celso Hadami aos 35 mins tem um bom remate á meia volta, mas o guarda-redes visitante defende com segurança.

Ao intervalo o empate a 1 era o resultado no marcador.

Na segunda parte, o Mister Paulo Ferreira arriscou mais e abriu a frente de ataque na tentativa de voltar para a frente do marcador, mas seria ao minuto 60 o Vila Real a estar perto do golo com Carlos Gonçalves a fazer uma boa defesa a remate de um jogador visitante.

Ao minuto 71, dá-se o caso do jogo. Jogada de ataque do Vila Real com Zé Pedro a receber a bola e a ser tocado por Cleony.  A falta parece ser fora da área mas o árbitro entende que foi dentro e assinala grande penalidade. Muitas dúvidas neste lance mas que o árbitro da partida não teve dúvidas em assinalar.

Fred chamado á conversão não desperdiça e coloca o Vila Real na frente do marcador.

O SC Régua apostou então tudo no ataque e encostou o Vila Real às cordas. Os lances de ataque sucediam-se mas nem sempre a incomodar o guardião adversário. A vontade e a raça eram imensas e a equipa reguense não merecia perder este jogo. O árbitro da partida dá então 5 minutos de desconto, que diga-se, escassos para tanta perda de tempo dos jogadores visitantes e mesmo dentro destes 5 minutos, existiram ainda algumas paragens de jogo, pelo que, o árbitro prolongou o tempo de desconto. No último lance da partida, na sequência de um lançamento lateral o SC Régua vai chegar mesmo ao empate em cima do minuto 97. Pape Balla cruza para Clayton de cabeça permitir uma grande defesa de Altenir mas na recarga o mesmo Clayton marca o golo do empate. O árbitro da partida ainda hesitou neste lance em marcar penalti por mão na bola de um jogador do Vila Real mas na dúvida e bem deixou o lance seguir e validar o golo.

Empate justo entre duas boas equipas deste campeonato que souberam valorizar o futebol distrital. O SC Régua que contou com algumas baixas no plantel (apresentou 5 juniores no banco), deu uma excelente resposta e mostrou que ainda continua a ser candidato á subida. Quanto ao Vila Real, mostrou que possui uma boa equipa e que é nesta altura o mais forte candidato á subida com 6 pontos de vantagem sobre os reguenses.

O árbitro da partida teve alguns erros ao longo de todo o jogo. O lance capital pode ter sido o da grande penalidade a favor do Vila Real, que nos parece, mesmo vendo as imagens em vídeo, fora da área mas dá-se o beneficio da duvida ao juiz da partida e ao arbitro assistente do lado dos bancos de suplente que estava mais bem posicionado.

Pelo Régua… Tudo!!!

Fotos: Eduardo Ribeiro (SC Régua)